Arquivo da categoria: Animação

Animação para adultos!

Anima Mundi 2013Neste domingo terminou a edição paulista do festival Anima Mundi. Neste ano, consegui ir em apenas três sessões, uma pena. Mas vamos lá para as animações que vi!

Na sexta, 16/08, vi o Curtas 2. Adoro Curtas, porque dá para votar. Uma coisa que aprendi em tantos anos de festival é deixar para dar nota depois da última animação, porque a gente acaba se empolgando na hora e dá um “excelente” para um curta, mas em seguida vem o melhor que você já viu na sua vida inteira, e olha que falta de critério que fica registrada na sua cédula rs. Bem, então falarei das animações da nota mais alta que dei para a mais baixa:

– Choir Tour (Letônia): um coral de crianças está com sua maestra em tour. Na ausência dela, elas aprontam todas (e nunca param de cantar). É bacana que a animação transformou as crianças do coral em uma massa cantante com carinhas. Divertidinho. Dei a nota “bom”.

– The day I killed my best Friend (Espanha): uma garotinha e sua amiga imaginária se trancam no banheiro para um banho, mas acontece uma coisa assustadora! A animação é bem caótica, como deve ser a cabeça da menina, e a melhor cena é a mãe entrando no banheiro com visão de Robocop, classificando os objetos da bagunça de acordo com o que precisará fazer (o secador de cabelo ligado: desligar, uma poça no chão: limpar etc.). Dei a nota “bom” também.

– Lost & Found (EUA): memórias que aparecem como imagens e se desfazem em areia. Bonito. Quando comecei, já pensei “Ai, meu Deus, lá vem abstração sem pé, nem cabeça”, mas gostei bastante. Dei a nota “bom” também, porque sou chata pra caramba.

Historia

– Història d’Este (Espanha): história de um cara que acorda, bebe um café, um conhaque, uma cerveja. Um café para curar a ressaca,  um conhaque porque faz bem, uma cerveja para desinchar. E assim ele vai bebendo a mesma sequência e justificando com razões as mais loucas. Muito engraçado, mas podia ter um final melhor. Foi um anticlímax. Acho que dei a nota “muito bom”. Estou em dúvida.

– Dozhd Idyot (Rússia): um dia que começou tranquilo e ensolarado para a mãe e seu filhinho se transforma em um inferno que os separa para sempre. Lindo, lindo, belos traços, trilha linda, delicadíssimo. O final é o total oposto do início da animação. O título em português é Está Chovendo. Há rima visual entre a chuva de água, pacífica e frágil, e a de fogo, da violência e da guerra. Mereceu um “excelente” e uma reverência de minha parte. Meu amigo discordou.

– Ceux den Haut (França; Bélgica; Suíça): adaptação de um conto de Guy de Maupassant. Uma hospedaria fica totalmente isolada do mundo no alto dos Alpes durante o inverno. Um de seus ocupantes some e o outro é assombrado pelo medo e pela solidão. Muitíssimo bem feito, os traços transmitem perfeitamente o gélido e cruel inverno a que os personagens foram submetidos. “Excelente” merecidíssimo.

Já no domingo, vi as sessões Animação em Curso 5Panorama 8 (DOC). Como são muitas animações, destacarei apenas algumas, ou este post ficará longo demais.

Na Animação em Curso 5, as mais bacanas foram:

– Histoire Courte et Absurde du Suicide dun Bourreau (França): como o título diz, é a história curta e absurda do suicídio de um carrasco. Ele é o carrasco mais eficiente e temido da cidade, descendente de uma linhagem de homens que acabavam com a vida de condenados. Um dia, chega em casa mais cedo e encontra a esposa na cama com um juiz. Na impossibilidade de matar a autoridade, a saída que encontra é o suicídio, e agora precisa decidir um método dentre os muitos existentes. Parece pesado, mas é muito engraçado e ágil. O traço é divertido.

– Porcelain (Dinamarca): o capitão de um barco é rejeitado pelo vilarejo por ser o único a voltar de uma pescaria. Ele tem uma coleção de porcelanas com a imagem de uma mulher com uma boia de salvamento. Parece uma santa. O homem tenta voltar ao convívio dos demais e diz que a imagem é milagrosa e protege os pescadores do infortúnio. Gostei da melancolia que sempre encontro nas produções escandinavas. É um pouco niilista, pois há certa religiosidade ligada à imagem, mas se percebe que é tudo questão de sorte, não há céus que protejam os pescadores.

One More Beer!

– One More Beer! (Brasil): incrível. Curtíssimo, mas ótimo. Um viking brutamontes chega na taberna e pede um drinque. Só isso. A surpresa está em ver qual é a bebida que ele pede, apesar de sua expressão e tamanho intimidadores.

Já o Panorama 8 (DOC) apresentou apenas animações documentais sobre pessoas reais ou fatos históricos. Amei todas, e cada uma tinha algo de especial. Meus destaques:

– Bajo la Almohada (Espanha): feito com as vozes e os desenhos de crianças com HIV que vivem em uma clínica indiana. Muito delicado e inocente. Crianças são crianças em qualquer lugar do mundo, em qualquer situação.

Portraits

– Portraits de Voyages BRÉSIL: Candomblé (França): uma série documental animada, muito bacana. Escolheram o capítulo sobre o Candomblé e um outro sobre o México para o Panorama. O capoeirista entrevistado explica em francês o candomblé e a capoeira no episódio brasileiro.

– Mademoiselle Kiki et les Montparnos (França): conta a vida de Kiki de Montparnasse, musa de grandes pintores da vanguarda. Torna-se pintora, desenhista, escritora e cantora de cabaré. O bacana desta animação é a mudança de traços que vai acontecendo ao longo da narrativa, como se várias pessoas desenhassem a história de Kiki.

– Old Man (EUA): entrevista dada por Charles Mason por telefone a partir da prisão. A sua fala é ilustrada com animações muitas vezes loucas, refletindo bem o homem maluco que assassinou a esposa do Polanski, Sharon Tate.

No site do Anima Mundi, você pode consultar gratuitamente o catálogo com as animações deste ano clicando aqui.

Encontrei algumas animações completas na Internet, mas nem todas têm legendas em português. Vejam (como sou boazinha em procurar para vocês ahahaha):

– The day I killed my best Friend: http://vimeo.com/49182050 

– Història d’Este: http://vimeo.com/groups/stopmotion/videos/33071172

– Dozhd Idyot: http://vimeo.com/50286054

– Histoire Courte et Absurde du Suicide dun Bourreau: http://www.artilinki.com/fr/media/show/jeremy-balais-histoire-courte-et-absurde-du-suicide-d-un-bourreau

– Porcelain: http://www.animwork.dk/en/student_presentation.asp?UserId=100407

– One More Beer!: http://vimeo.com/50522981

– Portraits de Voyages BRÉSIL: Candomblé: http://www.youtube.com/watch?v=7f2xdMIonmI

– Mademoiselle Kiki et les Montparnos: http://videos.arte.tv/fr/videos/mademoiselle-kiki-et-les-montparnos-d-amelie-harrault–7564328.html

Espero que tenham curtido a minha seleção. Também foi no Anima Mundi? Conta para mim nos comentários!

Deixe um comentário

Arquivado em Animação